História de Lagoa Santa de Goiás

O município de Lagoa Santa surgiu entre os anos de 1880 e 1890, segundo moradores locais sua história encontra-se vinculada aos desbravadores sertanistas que penetraram na região em busca de terras férteis. Vergílio Ferraz, fazendeiro de Minas Gerais na época e hoje considerado um dos pioneiros, resolveu sair para caçar com dois nativos da região, e viajando através das águas chegou nas margens do Córrego Fundo, hoje denominada Fazenda Córrego Fundo e Fazenda Sossego. Chegando em um determinado local, os companheiros de Vergílio encontraram uma lagoa de águas quentes, límpidas e com grande variedade de peixes. Resolveram banhar-se na lagoa, sentiram sinais de melhoras  e descobriram o poder medicinal das águas.
Daí a origem do nome do município, Lagoa Santa. Decorridos alguns dias, Vergílio mandou buscar sua esposa, Luisinha, e seus cinco filhos, que passaram a residir na região, no local chamado Imóvel Jaborandi, hoje Fazenda Caçula. Os descendentes de Vergílio e da família Moraes construíram uma simples pensão no campo para abrigar os visitantes de todo o país, que se acomodavam de 20 a 30 dias em busca das propriedades curativas da lagoa, surgindo aí o primeiro comércio do povoado. Com a descoberta do poder de cura das águas quentes e sulfurosas, houve uma grande fluxo de pessoas vindo de várias regiões do Brasil em busca da cura milagrosa, devido as suas 33 composições naturais, comprovadas por análises cientificas. Com isso foi impulsionado a instalação de hotéis, pousadas, mercador e farmácia, surgindo o povoado as margens do Rio Aporé (antigo Rio do Peixe). O povoado passou a ser Distrito através da Lei Estadual nº. 10.446 em 14 de Janeiro de 1988, tornando-se Distrito de "Thermas do Itajá". Em Junho de 1997, tornou-se Município como Lagoa Santa, com sua emancipação teve sua primeira administração/prefeitura em 2001.

Altitude: 380 metros

Data de emancipação: 21/07/1997

Sua Área é de 458,87 km² representando 0.1349% do Estado,
0.0287% da Região e 0.0054% de todo o território brasileiro.

 

Parâmetros físico-químicos da água

Temperatura da água: 31°C 

Segundo o Código de Águas Minerais, os resultados obtidos através de análises laboratoriais, trata-se de uma água hipotermal e potável.